Nostalgia: bala de guirlanda

terça-feira, fevereiro 03, 2015

Bala de guirlanda? Guirlanda? Eu sei, o Natal já passou. Não vou trazer nenhum tutorial de como fazer uma dessas aqui.


Mas eu só queria deixar registrado aqui no Feufolândia uma das coisas mais legais do Natal quando eu era criança.
Eu poderia falar disso no Natal, né, ano passado. Ontem, voltando do banco com minha mãe, passamos por uma bomboniere antiga aqui do bairro e eu vi a bala de guirlanda. Eu já tinha matado a saudade dela no Pilates, porque a minha linda fisio tem um baleiro com essas gostosuras e foi como voltar no tempo.


Não me contive e agarrei um saco dessas balas como se eu fosse uma criança de 7 anos de novo. 
Tenho certeza que você já experimentou essa balinha. Não tem nada de mais. É uma bala durinha de morango, bem doce. Mas aqui, o que vale é o sabor da infância.

Morei num prédio de três andares até meus 11 anos. Morava no primeiro andar, no apartamento 12, e no mesmo andar tinham mais três: o 11 ao lado, o 13 em frente e o 14. Era uma farra, pois a maioria das crianças eram da mesma idade e meninas. Minha prima, que é quase dois anos mais nova que eu, ficava a maior parte do tempo lá em casa. 


Quando chegava a época de Natal, aguardávamos ansiosamente o apartamento 13 (o da frente) dar o ar de sua graça. A moça sempre fazia uma linda guirlanda de balas para enfeitar sua porta. Eu e minha prima, ficávamos olhando de dentro de casa pelo olho mágico, só na espreita, esperando o momento certo de atacar.

Pronto! A guirlanda estava na porta. Eu e Nayara saíamos de casa, corríamos até a porta do 13 e puxávamos cada uma pelo menos umas 4 balas e depois, fugíamos de volta pra minha casa como se fôssemos criminosas perigosas. E rindo, né? 

Eu tentava imaginar se a moça ficava olhando pelo olho mágico dela enquanto puxávamos as balas, e a coitada da guirlanda ficava depenada rapidinho. Será que ela fazia cara feia? Ou era isso mesmo que ela queria? hahahaha 


Numa mesma tarde, "roubávamos" muitas balas. É claro, que não era só a gente que fazia isso lá, pois como falei, moravam mais crianças no prédio. Mas acho que nós éramos as principais por deixar a guirlanda cada vez mais depenada. E então, como num passe de mágica, no dia seguinte, surgia uma nova guirlanda, com balas fresquinhas para roubarmos de novo e de novo e de novo. hehehehe

Era uma aventura! Talvez melhor do que ganhar o presente de Natal. Roubar balas da guirlanda do 13 era demais!!!


Você já teve essa oportunidade incrível de roubar balas de guirlanda também?
Bjs.




4 comentários

  1. Que delícia, Fer! Eu também amo essas balas, mas acho que nunca senti o mesmo gosto que você sentiu quando criança :) porque essa lembrança que você contou é muito bonita!
    Essas balas pra mim eram um mistério: sempre que tinha eu devorava, mas naquela época eu não me importava em saber de onde vinham as balas, muito menos em pensar que minha mãe podia me comprar um pacote delas em algum lugar. Nas raras ocasiões onde encontrava alguém oferecendo essas balinhas, eu ficava muito feliz e enchia os bolsos! Pra falar a verdade eu sinto o mesmo intusiasmo até hoje! Acho que vi pra comprar umas duas vezes só, então ganhar uma dessa de alguém é sorte para o meu dia!
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, Gabi. :) Essa bala é uma delícia mesmo, e apesar de ser docinha, de morango, o melhor gosto mesmo pra mim é o de lembrar dos bons tempos de criança.

      Excluir
  2. Eu amooo essas balas, são umas das melhores haha. E sim, me lembra a infancia também.
    Beijos
    Dezesseis de Volta | Fan Page

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Seja sempre bem vindo (a) aqui no Feufolândia. Vou adorar ler e responder seu comentário.
Clique em "Notifique-me" para receber a resposta do seu comentário por e-mail.

Obs.: comentários anônimos não serão aceitos. Identifique-se! Quero saber com quem estou falando. :)

Facebook

Flickr