5 dicas para economizar na sua próxima viagem

Foto: Chelsea London Phillips/Unsplash

Viajar é caro? Nem sempre, amigos. Existem mil formas de deixar sua trip ainda mais barata. E eu deixo 5 dicas de ouro para você economizar na sua próxima viagem! Vem ver!


1. PLANEJE SUA VIAGEM

Planejar uma viagem, por mais curta que ela seja, é a melhor coisa a se fazer. Não precisa ter um roteiro certinho já, mas é sempre bom saber o que pode encontrar no destino. Vá com algumas ideias em mente do que visitar, onde comer, onde comprar mais barato. E o mais importante: quanto antes você tiver o dia de sua viagem definido, mais barata será sua passagem de avião. Se possível, evite comprar com menos de um mês de antecedência, pois os sites colocam os valores nas alturas!


2. VIAJE EM BAIXA TEMPORADA

Essa dica complementa a primeira, já que você vai planejar sua viagem. Viajar em baixa temporada é garantia de encontrar passagens e hospedagens mais baratas. E mais, restaurantes com preços melhores, pois o movimento na cidade será menor. Claro que não é só isso: suas fotos não estarão lotadas de turistas e os lugares serão muuuuito mais tranquilos para você curtir.


3. PROCURE POR ATRAÇÕES GRATUITAS 

Garanto que sempre vai ter, onde quer que você vá, uma atração gratuita para conhecer. Muitos museus, por exemplo, cobram por visitas, mas geralmente (não é regra, né?), eles oferecem um dia na semana de entrada gratuita. Então é sempre bom (quando você estiver planejando sua viagem) dar uma pesquisada e anotar essas informações, assim você economiza seu dinheirinho!


4. CUPOM DE DESCONTO? EU QUERO! 

Se tem uma coisa que eu SEMPRE pesquiso antes de fazer qualquer compra online é cupom de desconto. O Cupom Válido é um portal que reúne mais de 400 lojas online, incluindo companhias aéreas, sites de hospedagens, e até outras lojas para você comprar aquela câmera que falta para suas fotos ficarem ainda mais lindas na sua viagem. E é super fácil de usar: no campo de busca do site, basta colocar a empresa que procura e escolher o cupom oferecido. Não é necessário fazer cadastro para usar qualquer cupom.


5. PECHINCHE NO DESTINO

Quem não quer voltar com alguma lembrancinha da viagem dos sonhos, não é mesmo? Nem que seja um chaveiro, pechinche! Mas tem um jeito certo pra isso. Não pergunte assim: "Tem desconto nesse chaveiro?" Essa é uma pergunta que pode gerar um NÃO automático do vendedor. Faça perguntas do tipo: "QUANTO DESCONTO VOCÊ PODE FAZER NO CHAVEIRO?" ou ainda "DÁ PARA FAZER XX REAIS?", "EU SÓ TENHO XX REAIS...". Aqui, você já induz o vendedor a ter uma resposta mais atraente. E é quase certeza de dar certo, principalmente para nós turistas. Entenda: os vendedores já colocam os preços mais altos sabendo que o turista vai pedir desconto, então, não tenha vergonha e "chore" à vontade!


Espero ter ajudado de alguma forma a deixar sua próxima viagem ainda mais barata! :)

Bjs.


Salve esse post no Pinterest!




Síndrome do feed organizado


Se tem uma rede social que eu gosto muito é o Instagram, isso porque amo fotografia e lá posso publicar as minhas fotos preferidas. Agora, tenho que confessar algo pra vocês: estou com a síndrome do feed organizado.

Eu sei que muitos condenam isso de organizar o feed, e coisa e tal, mas é que sou uma pessoa com um pouquinho de TOC às vezes, e do nada, quero que esteja tudo certinho ou com certa coerência. Uma fórmula básica que tenho usado bastante é utilizar sempre o mesmo filtro nas fotos e tentar não deixar fotos muito parecidas juntas, explico melhor abaixo.


COMO ORGANIZAR O FEED

Tenho usado o app UNUM para planejar o que postar. Ele mostra em um grid como as fotos ficarão dispostas no seu feed. Basta você fazer o login que o app já carrega seu feed do Instagram e a partir daí você pode ir controlando quais fotos acha melhor para compor. O UNUM também dispõe de ferramentas básicas de edição e efeitos, além de uma área que faz algumas análises do desempenho do seu perfil no Instagram. (O UNUM é gratuito para iOS e Android)



APP DE EDIÇÃO - VSCO CAM

Acho que é um dos apps mais famosos para editar fotos. Como disse acima, procuro usar sempre o mesmo filtro nas fotos para terem uma certa coerência e um visual limpo, sem muitas alterações entre uma e outra. A fórmula de edição que tenho usado é: Filtro HB1 / Exposição +1 a +3 / Contraste +1 / Matiz +3. Eu ajusto a exposição entre +1 e +3 porque depende da foto. Mas geralmente é essa edição que tenho feito em todas as fotos. Nada além disso. Procure um padrão para suas fotos utilizando o filtro que mais lhe agrada, ou simplesmente faça alguns ajustes. Quem entrar no seu perfil, vai perceber que você tem um certo cuidado com suas fotos. (O VSCO Cam é gratuito para iOS e Android)



FÓRMULAS BÁSICAS DE ORGANIZAÇÃO

O Pinterest está cheio de ideias de organização de feed em relação ao que postar. A ideia é que você alterne as fotos, para que seu feed não fique monótono, sempre com selfie ou sempre com paisagem. Eu não tenho seguido à risca esse tipo de coisa, fico com a coerência do filtro só. Mas, se você quiser algo mais trabalhado, veja as dicas que separei do Pinterest.

Veja mais dicas como essas no blog Último Biscoito

Se você pretende ter um feed ainda mais organizado, a ideia é criar um perfil mais específico, como de comidas, paisagens, coleções, etc., e aplicar essas dicas também. Tem ainda quem curta montar mosaicos, o que é bem legal para quem visita feeds alheios. É bacana ver a imagem toda montada no feed inteiro, mas tome cuidado com o mosaico que for montar, porque eu não acho nada legal de repente ver uma foto sem sentido nenhum na minha timeline, como um pedaço de cabeça, ou de nariz, etc. Veja abaixo alguns feeds que trabalham com mosaicos:





Para quem ainda não sabe, o meu perfil no Instagram é @feu_fa. Aqui no Feufolândia dá para acompanhar as últimas fotos publicadas na rede, é só ir até o rodapé ou na lateral do blog.

Meu feed atual, com fotinhos lindas da minha cidade, Santos, e Imbassaí (BA).
Todas com o mesmo filtro que falei acima.

Curtiram as dicas? Vocês tem alguma fórmula básica para o perfil do Instagram? Ou fazem suas postagens bem livres? Deixem seus perfis nos comentários para eu conhecer também.

Dica de filme: Lion


Quer ver um filme no próximo final de semana e está sem ideias? Assista 'Lion'! O longa está disponível no Netflix e desde que vi o anúncio dele na home, me interessei, 1º que tem Dev Patel ❤, o ator que fez 'Slumdog Millionaire' ('Quem Quer Ser Um Milionário'), 2º que me chamou muito a atenção a sinopse dramática, e 3º é baseado em uma história verídica.

'Lion - Uma Jornada para Casa', em português, é um filme de 2016, com seis indicações ao Oscar. Conta a história de um garoto que se perde na Índia e é adotado por um casal australiano. Anos depois, ele continua decidido a rever sua família. Dev Patel é Saroo, um menino de 5 anos, indiano, e de origem muito pobre. Quando seu irmão, Guddu, resolve procurar emprego para ajudar em casa, Saroo decide o acompanhar nessa aventura, e então, acaba se perdendo do irmão, depois de adormecer em um vagão de trem. Ele acorda em Calcutá, do outro lado da Índia. Depois de passar muitos apuros, sozinho, nas ruas, ele é levado a um orfanato e adotado por um casal de australianos. Vinte e cinco anos se passam e com a ajuda da internet, Saroo resolve reencontrar suas origens.


Nicole Kidman também está entre os nomes do elenco e dá um show de atuação como a mãe australiana de Saroo. O ator mirim, Sunny Pawar, que faz Saroo quando criança, é uma graça! 'Lion' é um filme tocante, emocionante, incrível, que retrata também a vida na Índia, aquela loucura que vemos na tevê, focando nas comunidades mais pobres.


O filme é uma adaptação do livro 'A Long Way Home', que conta a história do verdadeiro Saroo Brierley.

Fica a dica!
Bjs.

Mal de altitude ou soroche: o que é e como evitar?

Se você pretende ir a Machu Picchu ou Cusco algum dia e já está fazendo pesquisas pela interwebs sobre os roteiros e dicas de hotéis, deve ter esbarrado por algum post falando de mal de altitude ou soroche. O fato é que isso acontece diferentemente com cada pessoa, não se assuste com o que ler por aí, mas entenda que é importante saber o que é isso antes de viajar para lugares altos.

Tá, mas o que é o tal soroche? 
Conhecido também como mal de altitude, o soroche é a sensação que sentimos quando viajamos para lugares com altitudes elevadas e não estamos acostumados com isso. Mas isso se manifesta de formas diferentes nas pessoas. Tem gente que nem sente nada. Tem gente que pode ter enjoo, dor de cabeça, dor de estômago, vômito, falta de ar, perda de apetite, dificuldade para dormir e até aumento da frequência cardíaca. Tudo porque quando a altitude é muito elevada, a pressão parcial do oxigênio é menor do que estamos acostumados no Brasil.

Depois de ter pesquisado bastante antes de viajar, até esperávamos sentir alguma coisa bem diferente ao chegar em Cusco, que está a 3.400 metros acima do nível do mar. Mas, pelo contrário. A primeira sensação foi ótima. Nada de enjoos ou dores de cabeça. Assim que chegamos no hotel, fomos recebidos com chá de coca bem quentinho.

E o que o chá de coca tem a ver com isso?
É o remédio mais eficiente para combater o soroche. Em todo lugar você encontra um chazinho e no hotel tem disponível a toda hora. Eu não gosto de chá, mas fiz questão de tomar para evitar qualquer mal estar. E tomei todos os dias que estive em Cusco. Você também pode mastigar a folha de coca, onde o efeito é mais rápido. Tem também as balinhas de coca, mas não é tão eficiente.

Chá da folha de coca
Para não falar que não senti nada, uma dorzinha de cabeça bem de leve chegou pela tarde, mas tranquilo. Pode ter sido associada ao soroche? Sim, mas sei lá, pode ter sido de fome também, vai saber!

O fato é que, como eu já disse, o mal de altitude pode se manifestar de várias maneiras na pessoa. Então, se você pretende viajar para algum lugar alto, não se preocupe. Vai tranquilo! Separei algumas dicas indispensáveis para você não ter surpresas na viagem:

Folhas de coca na mesa do café da manhã
1. Não recuse o chá de coca, mas sim, abuse dele!
Quando você chegar no hotel, eles vão te oferecer. Beba devagar! O gosto não é muito bom (na minha opinião), não é doce, é gosto de chá mesmo, mas vai te ajudar a escapar do soroche. Beba no café da manhã também, é bem quentinho, e ótimo para aquecer no inverno.

2. Coma coisas leves
Principalmente no primeiro dia da viagem procure se alimentar com coisas mais leves e saudáveis. Opte por frango, salada, legumes, coisas que sejam fáceis de digerir. E mastigue muito bem.

3. Beba bastante água
Ande sempre com sua garrafinha de água a tiracolo. O clima é outro, você vai sentir diferença, nem que seja mínima. A água ajuda bastante a se hidratar e também evita o soroche. Beba toda hora, todos os dias.

4. Descanse no primeiro dia
Super dica essa. Não dê a loca e saia batendo perna por aí, durma um pouquinho no hotel, pelo menos umas duas horinhas. Descanse do voo. Também vai te ajudar bastante a evitar o mal de altitude. Mesmo que você não esteja cansado, faça isso. Nosso organismo está começando a se acostumar com um lugar diferente e bem alto. Tudo dentro da gente está trabalhando de um jeito diferente.

5. Ande devagar, no seu limite
Eu sei que quando você chega em um lugar diferente, quer mais é aproveitar cada minuto. Mas como falei no tópico acima, o ideal é descansar um pouquinho. E mesmo depois de ter dado uma relaxada no hotel, quando você for bater perna pelo centro de Cusco, por exemplo, vá de boas. Algumas ruas são ladeiras e você vai precisar de ar para subi-las. Vá subindo devagar, no seu limite. Eu sofri um pouquinho em algumas ladeirinhas, viu. Mas ia fazendo pequenas paradas para me recuperar.

Chá de muña oferecido em Chinchero. Este chá também evita o soroche e o gosto é mais agradável, um pouco mentolado
Não preciso nem falar sobre o álcool e o fumo, né? O melhor é evitar, pelo menos nos primeiros dias, quando você ainda está 'aclimatando'. Mas caso você se sinta bem mal, mesmo tendo seguido todas essas dicas, na maioria dos hotéis e até no aeroporto são oferecidas bombinhas de oxigênio, e ainda você encontra em farmácias e mercadinhos.

Agora que você já sabe o que é o soroche, pode viajar mais tranquilo e aproveitar ainda mais seu passeio. :)



Itens indispensáveis para levar em um festival de música


O Lollapalooza tá chegando! Estou muito ansiosa para finalmente curtir um show do Mumford & Sons, uma das minhas bandas favoritas. Quem também vai no Lolla precisa estar preparado para aguentar um dia inteiro de festival. Você sabe o que levar na mochila? Eu sempre vou preparada.

Por isso listei para você os itens indispensáveis para levar em um festival de música. Veja abaixo o meu kit de sobrevivência. :)


Nada como vestir roupas confortáveis por um longo período, pois é isso mesmo, você vai ficar com a mesma roupa desde manhã até a madrugada (se você ficar até o final do festival, claro). Pense naquela sua calça mais confortável, naquele sapato perfeito que é como se você estivesse pisando nas nuvens... Se você comprar algum sapato novo, use por um tempo antes de ir ao festival, para lacear e você sentir se vale a pena passar um dia inteiro calçando ele. Ah! Leve uma blusinha mais fechada. De dia é calor, mas à noite pode esfriar. Dei algumas dicas de looks para o festival aqui.

Foto: Jay Wennington

Você vai querer registrar tudo! Você pode levar câmera fotográfica compacta ou mesmo o celular. Quem tiver lomos, instax mini também pode levar. Imagine as fotinhos lindas? Certifique-se que a bateria esteja totalmente carregada antes de sair e se o cartão de memória está zerado. Se puder, leve mais que um cartão se quiser fazer vídeos (vídeos são pesados!).


Se for um dia com previsão de tempinho feio é imprescindível levar capa de chuva (não pode entrar com guarda-chuva). Você não vai querer ficar com a roupa toda molhada à noite (pode fazer frio) e também não vai querer pagar R$ 20 ou mais no ambulante fora do festival. Capa de chuva é no máximo R$ 5, dessas transparentes e descartáveis.


Pode chover, sim. Mas geralmente isso acontece pela tarde ou à noite. De dia pode fazer sol, mas muuuuito sol e você não vai querer sair feia na foto, fechando o olho porque não consegue enxergar nada. Leve óculos de sol e protetor solar. Se você tiver tatuagens visíveis é muito importante protegê-las também.

Foto: Brooke Cagle

Os chapéus são campeões nos looks das meninas em festivais de música. Aqui é mais um item de proteção. Quem passa mal no sol precisa de uma proteçãozinha extra sim! Tem que proteger a cuca! Pode ser boné também e dependendo da produção, fica super legal.


Com certeza aceita cartão de crédito e débito nos festivais, mas é bom levar dinheiro trocado para eventuais situações de desespero. E também é bom levar, pois na fila antes de entrar tem os ambulantes, quem sabe você queira tomar uma água, ou comprar um lanchinho, ou sei lá, o tio não vai aceitar cartão. Pense nisso!


Tudo no festival costuma ser muito caro. Você geralmente vai ter uma opção de refrigerante, de cerveja, de pizza, de sanduíche, essas coisas. Leve balas, chicletes ou até lanchinhos como salgadinhos, bolachas ou barras de cereal. Precisa estar tudo lacrado, do jeito que você comprou no mercado. Não é permitido entrar com comida aberta, latas e garrafas.


Nós, meninas, sabemos o quanto é difícil usar os banheiros químicos dos festivais. Mas enfim, é a vida. Leve lenços de papel, lenços umedecidos ou até um rolo de papel higiênico (aproveite um que já esteja em uso na sua casa para não ocupar espaço na mochila). Não confio no papel higiênico do banheiro e na verdade, nunca tem né?


Entre um show e outro você vai querer descansar e os fones de ouvido são bons amigos para essas horas. Na ida e na volta também, caso for de excursão, pode ir escutando uma musiquinha, fazendo um aquecimento pro seu show favorito. Mas ainda assim, lembre-se de poupar bateria do celular ou do ipod. Se você tiver aqueles carregadores portáteis, bacana. Ah, os festivais também oferecem (geralmente) locais para recarregar o celular. Mas imagine a fila que deve ser!

Foto: Calum MacAulay

Sua bateria pode acabar de vez, você não vai conseguir um espaço para recarregar e agora? Como vai ver o número do telefone de casa, do amigo, da excursão? Quem se lembra dessas coisas? Anote todos esses números importantes em um papelzinho e deixe na carteira. Aí é só pedir emprestado um telefone e seus problemas acabaram, nada de desespero.


Dicas finais:

- Leve tudo isso acima numa mochila, sério, é bem melhor que bolsa. Sua mochila ainda pode servir de travesseiro em um momento de descanso.
- Separe uma canga de praia ou toalha fininha, você vai cansar e precisa se sentar sem sujar o bumbum, pois os lugares já estarão ocupados, pode ter certeza.
- Fundamental: ingressos, carteirinha de meia, documento com foto, carteirinha do plano de saúde.
- Deixe a carteira do dia a dia em casa e leve só o necessário. Nada de carteira grande, queremos espaço na mochila.


Gostaram do check list? Agora é só correr pro abraço! :)
Bjs.

>> VEJA AQUI O LOOK IDEAL PARA IR NO LOLLAPALOOZA



Dica de hospedagem: Ibis São Paulo Paulista

De novo falando do Ibis Paulista? Calma, eu falei aqui no blog sobre o Budget, que é a linha mais econômica da rede. Hoje, vou falar do Ibis Ibis, mesmo (e tem o Styles, mas esse ainda não me hospedei).

O Ibis Paulista fica bem na avenida Paulista, perto do metrô Consolação e rua Haddock Lobo. Os quartos possuem apenas cama de casal, além de oferecer ar condicionado, frigobar, cofre, armário com prateleira, TV a cabo, banheiro e internet wifi para os hóspedes. O quarto tem um espaço legal, a cama é muito confortável e o banheiro é grandinho até.
Cama muito boa e espaço bacana para circular no quarto
No canto esquerdo tem as prateleiras e cabides, e abaixo um frigobar

O kit do banheiro é sabonetinho e shampoo 2 em 1, além disso, meninas, tem secador de cabelo! Diferente do Budget, o banheiro é bem diferente, né?  Super confortável!

Acho que o box é um pouco maior que do Budget

A recepção é super legal, com decoração moderna, tem bar 24 horas, buffet de café da manhã e o restaurante Ibis Kitchen. Não experimentei o café da manhã dessa vez (pago à parte), mas pelo que vi no site é padrãozinho, bem bom.

Bar 24 horas (Foto: Reprodução)
Restaurante aberto no café da manha, almoço e jantar (Foto: Reprodução)
Fiquei no 4º andar e o apartamento era lateral, mas ainda assim dava para ver a avenida Paulista. Muito linda a noite. Olhe a foto abaixo e veja a vista da janela do quarto!

Avenida Paulista
Adorei o quarto do Ibis! O conforto desse hotel te permite se hospedar por um pouco mais de tempo. Em relação à localização, comparando com o Budget Paulista (que é na rua da Consolação), prefiro esse, pois já fica na avenida Paulista. Caso precise dar uma voltinha ainda pela região, guarde suas malas após o check-out por R$ 6 (por volume).

Ah! Fiz uma foto da recepção onde você encontra bicicletas elétricas para alugar. Muito legal, pois a avenida Paulista tem ciclovia e ainda fecha aos domingos para circular livremente. O aluguel é R$ 13/hora (inclui um kit segurança com capacete e trava). Bacana, né?

Bicicletas elétricas para alugar
E você? Já se hospedou nesse hotel?


Ibis São Paulo Paulista
Avenida Paulista, 2355, Bela Vista
Saiba mais acessando aqui.


Dica de hospedagem: Ibis Budget São Paulo Paulista

Procurando um lugarzinho bacana e simples para ficar em São Paulo por pouco tempo? A cidade oferece tantas opções de hotéis ótimos e de várias categorias, mas hoje eu vou falar do Ibis Budget São Paulo Paulista, que é um mimo de hotel.

Ele faz parte da linha Budget do Ibis, um hotel econômico, o preço é bem ok e vale a pena se você procura um lugar para dormir, tomar uma ducha e só. Os quartos tem 11 m², sim, são bem pequenininhos, mas ainda assim muito confortáveis, possuem um box com chuveiro, pia e vaso sanitário separados, ar condicionado e TV. O hotel também oferece wifi para os hóspedes.

A recepção é uma graça! Tudo muito colorido, alegre e moderno, parece que o hotel te recebe de braços abertos de tanta cor!
Recepção colorida que eu tanto amei (Foto: Reprodução)

A localização também é muito boa, ele fica bem próximo à avenida Paulista, na rua da Consolação. Ande a Paulista toda, vire a esquina, passe a entrada da estação do metrô Paulista e pronto, você chegou.

Coisinhas gostosas para comprar logo na recepção (Foto: Reprodução)

Bem ao lado da recepção você encontra essas geladeiras e balcões com coisas gostosas para comprar. Tem congelados, tipos de sucos, água, chás, doces e salgados. É tão descontraído o clima que você pode comprar uma lasanha ou cup noodles e esquentar ali ao lado, no restaurante, pois o espaço tem grill e microondas.

O café da manhã é a parte. Você paga uns R$ 14 e pode contratar logo na hora do check-in. O buffet é muito bom, com café, chá, suco de laranja, pãezinhos, frutas e bolos. Tudo muito gostoso.

Olha que graça a área de restaurante (Foto: Reprodução)

Como eu falei, os quartos são pequenos. No Ibis Budget você tem a opção apenas com a cama de casal ou com cama de casal + cama de solteiro suspensa. Não tem cofre, não tem frigobar, não tem guarda-roupa. Um lugar para passar uma, duas noites no máximo, lembre-se! Essa mesinha é bem útil, onde você pode comer ou ficar de boas no computador. O cabideiro atende bem às poucas roupas que você tem na mala ou mochila.

Não espere por kits de banheiro com escova e pasta de dente, touca de banho, shampoo e condicionador. Não tem nada disso! Apenas dois sabonetinhos, um para a pia, outro para o banho. Básico assim. Então, não esqueça de adicionar essas coisas na sua nécessaire.

Quarto muito bom com cama de casal confortável (Foto: Reprodução)

Box bacaninha, pia do lado de fora, e atrás, você tem uma portinha com o vaso sanitário (Foto: Reprodução)

Ah! E outra coisa muito bacana: você pode guardar suas malas por R$ 6 (cada volume) após o check-out. Vai que você precise fazer alguma coisa pela região? Não precisa ficar carregando mala pra lá e pra cá. ;)

Você já se hospedou em algum Ibis Budget? Como foi a experiência?


Ibis Budget São Paulo Paulista
Rua da Consolação, 2303, Consolação
Saiba mais acessando aqui.




27 ideias de posts para seu blog


Você está planejando o mês para o blog, ou tentando pelo menos, e não vem nenhuma ideia em mente. Acontece com você também? Nada como uma ajudinha para essas horas. Separei 27 ideias de posts para seu blog e várias delas eu já fiz, depois dá uma olhada aqui no Feufolândia.

1. Dica de um passeio legal
2. O que você está usando hoje
3. Sua última compra
4. Wishlists (do mês, de aniversário, de natal, etc)
5. Playlist para trabalhar, malhar, etc
6. Dica de restaurante
7. Uma receita que você goste bastante
8. Participe de um projeto (52 semanas, 7 on 7, blogagens coletivas)
9. Lugares bonitos da sua cidade
10. Seus esmaltes favoritos
11. Resenha do último show que você foi
12. Lugares que você quer conhecer no mundo
13. Sua comida favorita de festa junina
14. Momentos marcantes da sua adolescência
15. Mostre suas coleções (esmaltes, miniaturas, sapatos, etc)
16. Músicas que não saem da sua playlist
17. Responda uma tag
18. Último livro que você leu
19. Dicas de organização
20. Sua série favorita
21. Seus filmes favoritos
22. Site que você mais compra
23. Explique a sua profissão
24. Faça você mesmo (DIY)
25. Dicas de séries viciantes
26. Sua rotina de beleza
27. Seus aplicativos favoritos


Tem também o desafio 52 semanas que é cheio de ideias legais de posts. Vale a pena conferir!
Bjs.


Dicas de passeios em São Vicente

Hoje é aniversário de São Vicente, a cidade comemora 484 anos! Apesar de não ser tão lembrada pelos turistas, São Vicente tem um valor muito importante na história do país, pois é considerada a primeira vila fundada pelos portugueses no Brasil, em 1532. E para homenagear esse feito, uma encenação ao ar livre é realizada todos os anos, contando desde a chegada dos portugueses, como os índios viviam por aqui, até a fundação em si da vila por Martim Afonso de Sousa. Essa é uma das dicas de passeios na cidade!

Se você está a passeio por São Vicente, veja abaixo o que fazer na cidade em janeiro:

Encenação da fundação da Vila de São Vicente

Um espetáculo que acontece todos os anos na cidade. Até o ano passado, o show foi realizado na praia com a participação de alguns atores famosos, porém neste ano, por falta de verba, acontecerá de forma mais tímida, mas sempre valorizando os atores da comunidade. A peça teatral será entre os dias 22 e 24 de janeiro, no jardim da Casa do Barão, no Instituto Histórico e Geográfico de São Vicente.

A famosa Casa do Barão recebe a encenação de São Vicente neste ano (Foto: Reprodução)

Veja a vista maravilhosa da orla da praia pelo teleférico

Se você não tem medo de altura e gosta de encarar uma aventura, essa é uma boa pedida. São Vicente possui um teleférico, que eu considero o passeio mais legal da cidade. Já fui muitas vezes e sempre é uma nova emoção. Fiz um post sobre o passeio aqui no blog, vale a pena conferir.

Orla da Praia do Itararé e Ilha Urubuqueçaba (Foto: Fernanda Maciel)

Arena Kids na orla do Itararé

Ótima opção de lazer para a garotada de férias. A Arena Kids vai até o dia 31 de janeiro, das 10h às 19h, todos os dias da semana, e está localizada na praia do Itararé. As atividades são muitas, como por exemplos, tobogã gigante, futebol de sabão, gincanas, aulas de dança, massagens e oficinas. >> Acesse aqui e saiba mais

Esta é a 5ª edição do Arena Kids em São Vicente (Foto: Reprodução)

Um filme no cinema do shopping

O shopping Brisamar é o principal centro de compras de São Vicente. Aproveite as liquidações de fim de ano, o espaço kids no térreo, a praça de alimentação com várias opções de restaurantes, e claro, um cineminha. A única coisa chata do Roxy Cinemas do Brisamar é que não possui filmes legendados.

De um lado da passarela do shopping você pode ver o mar e de outro o centro da cidade (Foto: Fernanda Maciel)

Festa de Verão da APAE com parque de diversões

O evento acontece em uma estrutura na Praia do Itararé e conta com muitas atrações. Você encontra restaurantes variados, lojinhas de roupas, acessórios, livros e artesanatos, e um parque de diversões na parte externa. A renda será convertida para crianças e adultos da APAE de São Vicente.

O parque conta com atrações para todas as idades (Foto: Reprodução)

Visita ao Parque Ecológico Voturuá

Essa é uma ótima dica de passeio principalmente para as crianças. O parque, que fica na rua Dona Anita Costa, s/nº, já possui o título de Zoológico Municipal, pois conta com várias espécies da fauna brasileira. São mais de 150 animais, os mais procurados são os leões, as onças e um hipopótamo de 3 toneladas. O parque funciona de terça a domingo, das 9h às 17h. >> Acesse aqui e saiba mais

O hipopótamo Ramón come de 80 a 100 quilos de alimentos por dia (Foto: Reprodução)

Fica a dica! :)
Bjs.


Dica de passeio: Museu do Futebol

Você que está passeando por São Paulo pode dar uma esticada até o Museu do Futebol, no Estádio do Pacaembú, um lugar especial para os apaixonados pelo esporte. E o mais legal é que tem muita coisa interativa.

O museu possui três pavimentos e diversas salas. A primeira, batizada de 'Grande Área' é repleta de quadros com objetos que lembram o futebol, como cartazes, jogos de botão, flâmulas e outros apetrechos. Logo depois, subindo uma escada rolante, o craque Pelé te dá as boas vindas, em inglês, espanhol e português.


Como eu disse, tem muita coisa interativa neste museu, e também muitas salas escuras, com obras digitais, o que eu acho super legal. Mas o problema é fotografar bem. A foto sai um pouco ruinzinha, mas eu me esforcei!

A sala 'Anjos Barrocos' apresenta projeções de 25 jogadores que fizeram história no futebol brasileiro. São telas gigantes suspensas. As imagens tem um tom azulado para remeter a algo celestial. É muito bonito, viu!


Para relembrar momentos marcantes das narrações de gols importantes, existem estruturas onde você pode escolher o vídeo que quer assistir, optando pelo narrador e pela jogada. É exibido um breve depoimento da pessoa e em seguida, o gol. São 26 vídeos ao total.


Uma das salas mais impressionantes do museu é a 'Exaltação', que fica por dentro da arquibancada, e o visitante sente a vibração da torcida através dos telões gigantes. Parece mesmo que você está no meio da multidão! São mais de 30 cantos e gritos de incentivo das mais famosas torcidas de clubes de futebol do país. (Dessa sala eu não consegui fazer foto, pois é super escuro!)


Com um ar de antiga, a sala 'Origens', narra a história que começa com Charles Miller, considerado o 'pai' do futebol e do rugby no Brasil. Ela é cheia de quadros lindos, com fotos antigas, e molduras douradas, alguns quadros giram.


Depois você segue para um espaço menor, onde os visitantes entram em pequenos grupos, para sentir o clima angustiante e as batidas do coração de um jogador. Na sala 'Rito de Passagem', você confere a derrota da seleção brasileira para o Uruguai, no final da Copa de 1950 no Maracanã. É como se você estivesse em campo!


Essa próxima sala é outra que eu gostei bastante! Você encontra centenas de monitores separados pelos anos das copas do mundo. Em cada monitor conta um pouco dos acontecimentos daquela época, mostrando as conquistas e as derrotas da seleção brasileira.




Depois de ver cada telinha e relembrar fatos marcantes do passado, você encontra outros monitores suspensos com letreiros sobre a dupla de craques Pelé e Garrincha.


Para quem gosta de curiosidades sobre o futebol, tem que passar por essa próxima sala. Aqui, você encontra números, fatos importantes, chuteiras e bolas antigas, vários vídeos sobre 'pelada', futsal e futebol feminino. Um verdadeiro almanaque que parece um labirinto entre muitos e muitos pôsteres gigantes.



É muita interatividade no Museu do Futebol. As crianças piram e os adultos fanáticos também. Além de ouvir os gols, sentir a vibração da arquibancada, conhecer as rádios antigas, você pode até jogar pebolim e dar um chute a um gol real ou virtual.


E para finalizar o passeio, você pode ir até o campo ver de pertinho como é por lá. Ah, ainda tem uma lojinha de artigos de futebol dentro do estádio.




Top! Vale a pena conhecer, mesmo se você nem curte tanto futebol. :)

Museu do Futebol
Local: Estádio do Pacaembú
Endereço: Praça Charles Miller, s/n
Horários: terça a sexta, das 9h às 16h; sábado, domingo e feriados, das 10h às 17h
Ingressos: R$ 9 (inteira); R$ 4,50 (meia)
Saiba mais: www.museudofutebol.org.br



Facebook

Publicidade