Retrospectiva 2014

Já era minha intenção fazer um post de retrospectiva, como já fiz em alguns meses que passaram. As fotos da moldura, por exemplo, são do Instagram do mês de dezembro. Como um dos memes do Rotaroots era fazer um post sobre retrospectiva, já mato dois coelhos.

Esse foi um ano intenso. 


Começando pelo final do ano, o mês de dezembro foi de uma alegria enorme. Finalmente entreguei meu TCC. A apresentação foi ótima, tiramos 10, aprovadíssimas. Tudo lindo, como planejamos. Foi um ano inteiro de muito trabalho junto com as meninas do grupo e nossa orientadora. Algumas discussões, muitos encontros produtivos, outros apenas para fofocar enquanto comíamos algumas besteirinhas, mas no final, tudo deu certo. Valeu toda a correria! Agora é só aguardar a colação de grau em março do ano que vem. \o/ 
Depois que saí da agência (esse ano, em junho), me dediquei mais ainda ao TCC, vou até dizer que foi ótimo estar só na faculdade. TCC não é fácil não, TCC de publicidade (acho que) é pior ainda! São muitos detalhes, preocupações com produção de vídeo, fotos, artes para campanha, edição, revisão, detalhes de impressão, contatos com gráfica, apresentação... Eu pirei com esse trabalho, sou muito perfeccionista, presto atenção em detalhes mínimos e nada pode dar errado. Comi tanto chocolate nessa época, que nem sei... Fiquei cheia de alergia, e acabei atribuindo ao doce. Mas não sei, talvez foi um misto de ansiedade e calor (desse tempo maluco!). 
Para quem não sabe, meu TCC foi uma campanha publicitária para a linha Pink, da Granado. A banca não poderia ser melhor, tivemos sorte de ter professores ótimos que analisaram nosso trabalho. É claro, nunca é 100%, mas as críticas foram boas e construtivas, além de termos recebidos muitos elogios! Se você tiver curiosidade de ver como ficou, clique aqui

Nesse ano também tirei minhas tão sonhadas férias. Foi em março. E foi tão programadinho que, eu e Paulo, ficamos um mês inteirinho viajando. Fizemos um mini cruzeiro que saía de Santos, passava por Búzios e Ilhabela, depois fomos até Curitiba conhecer os principais pontos da cidade e por fim, a incrível viagem para o resort de Imbassaí, na Bahia (de quebra, conhecemos Salvador), esta foi pelo prêmio que ganhei no concurso de fotografia de 2013. Já falei sobre todas as viagens que fiz neste mês, aqui no Feufolândia. Tem posts explicando sobre tudo! Mas resumidamente, foi muito bom... Viajar é muito bom, um investimento para a vida. E já estamos programando a próxima viagem! 

Ah, esse foi um ano de copa do mundo! Vai ter copa? Não vai ter copa? Por fim, teve! Eu e Paulo tivemos a oportunidade de assistir a dois jogos. Inglaterra e Uruguai, em São Paulo na Arena Corinthians, e Equador e Honduras, em Curitiba, na Arena Baixada. Depois de conhecer a cidade em março, voltamos em junho num frio do cão! Que delícia hahaha Sofri um pouquinho, por não estar preparada com roupas apropriadas (afinal, nem tenho direito roupa assim), mas consegui sobreviver usando três casacos, três camisas, três meias, duas calças, bota, gorro, cachecol, luvas... Foi uma experiência incrível assistir aos jogos da copa. Acho que todo mundo deveria passar por uma experiência assim. É gente de tudo quanto é canto, vários idiomas, é outra vibe, totalmente diferente de jogos de futebol comuns. Ir ao estádio do Corinthians também foi demais! A arena é linda demais, gente. E não é papo de corintiana, não! Fiz um post com algumas fotos da Copa, veja aqui.

Também fui ao parque Wet 'n Wild, que fica no interior de São Paulo (Itupeva). Já é a 3ª vez consecutiva que vou (fui em 2011 e 2012 também), e já estamos nos programando para ir ano que vem. Gosto muito de lá, não tenho o que reclamar do parque. Sempre vamos no verão, ou em janeiro ou fevereiro. O calor é mais intenso ainda, os termômetros de lá chegam a marcar 41ºC! No final da tarde cai um temporal desses horríveis, com ventos, raios e trovoadas. Mas não perdemos nada com isso, começamos a usar o parque logo que ele abre (umas 9h30/10h). Dá para aproveitar MUITO, piscina+sol cansam demais, então, lá pela tardezinha, umas 17h quando começa a chover, já estamos de banho tomado prontos para pegar estrada. O parque está com atrações novas, se você não conhece ainda, vale muito a pena. 

Comecei a fazer Pilates (em agosto)! Com um mês de atividade, fiz um post especial aqui no blog. E desde então, tem feito um bem enorme pra mim. Pilates é ótimo para fortalecimento, postura, equilíbrio, força, respiração correta. Recomendo para todos! Faço duas vezes por semana. A clínica está em recesso e, imagina... sinto uma falta enorme das aulas. 

Bom, a vida não é só de alegrias. Não poderia deixar de lembrar dos meus três anjos. Não costumo falar sobre isso, nem postar foto, etc, pois fico muito triste e só de relembrar, meus olhos já se enchem de lágrimas. Pepita, uma das minhas gatinhas mais velhas, faleceu. Ficou doentinha e não aguentou, mas lutou até o seu último dia de vida. Foi um perda horrível. Pepita foi a minha segunda gatinha. Ela partiu com 17 anos. Perdemos a Veneza também. Ela era cachorra da minha vó, que morava conosco, pois não poderia ficar no apartamento. Enfim, ela era diabética, mas mais tarde, começou a ter problemas de rins e foi piorando com o tempo. Foi pro céu dos animais e nos deixou com uma saudade enorme dos seus latidos e puladas no portão quando o caminhão de lixo passava. E então, a Lili (a pretinha), uma filhotinha, que teve algo como um mal súbito (que nem de gente, sabe) e também foi pro céu dos animais. Apesar de ter ficado pouquíssimo tempo conosco, já era da família e ver um bichinho tão pequeno morrer desse jeito é horrível. 

Mas em contrapartida, a família felina aumentou. Dora, Davi, Lara e Lola chegaram para alegrar mais ainda nossas vidas. Temos 11 gatinhos. É muito amor e mais amor ainda é ver os pequenos correndo pra lá e pra cá, derrubando árvore de natal, roubando os enfeites, fazendo arte aqui e ali, mas sempre tirando uma gargalhada da gente. 

É isso, é hora de dar tchau 2014. Que venha 2015. Que seja um ano de muitas realizações, planos e metas atingidos, novidades boas para todos nós. 
Beijos pra vocês, feliz ano novo! Obrigada por acompanharem o Feufolândia, nos vemos ano que vem. hehehe :)


7 dicas para quem quer ter um gato

Como muitos já sabem, tenho 8 gatos, e vivo falando isso para todo mundo. Gatos são companheiros e tanto! Vale muito a pena adotar um bichano. Conheço gente que não gostava e se apaixonou depois de ter um. Hoje trago 7 dicas para quem quer ter um gato. Vem ver!


1. Espaço
Gatos precisam de espaço, mas não tanto quanto os cachorros que são mais ativos. Se você mora num apartamento pequeno, um ou dois gatinhos são perfeitos para o espaço. Mas se você mora num lugar maior (um apê maior, uma casa com área) aí pode abusar um pouco. Aqui o quintal é mais que suficiente, daria para ter mais gatos (hehehe), mas estamos satisfeitos. Eles também gostam de brincar, subir nas coisas, correr, pular pra lá e pra cá, é bom exercitar também. No apê, ele vai provavelmente correr pelo corredor, subir na sua estante, no armário, na mesa, no parapeito da janela. Se você tiver um espaço legal nas paredes, dá até para fazer uma estrutura assim ó para eles brincarem.

2. Brinquedos para gatos
Além dessa estrutura que falei no tópico acima, os gatos adoram brinquedos que fazem barulho. Dê bolinhas de metal, de papel, aquelas que pulam, alguma coisa que faça barulho amarrada num barbante. Eles gostam de entrar nas coisas também: dê uma caixa de papelão ou de sapato mesmo e observe. Depois essa caixa vai servir também para afiar as unhas. Além disso, você pode ter um tronquinho de madeira que também serve para afiar as unhas. Sempre fique atento para o tamanho dos brinquedos, nada muito miudinho, você não quer ver seu gato engasgado.


3. Alimentação saudável e de qualidade
Meu pai é o "dono da chave do armário da comida". Ele é o principal responsável por alimentar a galera aqui. Por isso, resolvi "entrevistá-lo" para saber direitinho sobre a ração que compramos para eles. São mais de 15 anos com gatos e já compramos diversas rações, também por orientação do veterinário. Não quero gongar marca nenhuma, mas já compramos Whiskas, Gatsy e Cat Chow, e com essas três alguns deles tiveram problemas renais. Hoje compramos Royal Canin Premium para gatos e por enquanto estamos dando a de filhote para Dorinha. É uma ração mais cara, com certeza, mas o que vale é a saúde dos meus queridos. E outra, para quem não conhece, existe uma outra ração que já foi receitada pelo vet, a ProPlan Urinary para quando eles tiveram o problema de urina. Cada gato se comporta de um jeito com a ração, as três primeiras citadas podem ser que sejam boas para seu gatinho, mas é sempre bom ficar de olho na saúde deles. Quanto à frequência: três vezes ao dia a ração é colocada (manhã, hora do almoço e tarde). Mas eles nunca comem tudo. Gato come o dia inteiro: ao longo do dia ele sempre vai "bicar" um pouquinho.
Nada de comprar ração a granel: elas ficam expostas e ainda há risco de contaminação por seres indesejados como ratos e baratas (argh!).

4. Água sempre fresca
Temos potinhos de água espalhados pela casa em locais bem tranquilos, mas também na área de fora. Os gatos precisam se hidratar bastante e sempre estão bebendo água.

5. Higiene: banho e sujeirinha
Os gatos são animais limpos. Eles mesmos se limpam toda santa hora. É claro, que se você morar numa casa com quintal, a patinha rosinha do seu bichano não vai ser mais rosinha, e sim cinzinha. Você pode dar banho no seu gato (de vez em quando tá!). Não é necessário dar banho toda hora, como eu falei, eles mesmo se limpam. Mas, se precisar tratar algum problema dermatológico, pulgas, ou ainda se ele deu um rolê por aí, um banho é bom! É uma tarefa não muito fácil, dependendo da personalidade dele. Aqui, damos banho neles mais no verão. Mas é assim, um banho. Os gatos (geralmente) fazem suas necessidades nos locais certos, vez ou outra pode ser que eles errem o lugar, mas com o tempo vão acostumando. Você pode usar aquela areia própria para gatos ou mesmo jornalzinho. Aqui já usamos a areia, mas hoje em dia usamos somente o jornal, que é mais prático e barato.


6. Castração
Todos os meus queridos são castrados, com exceção da Dora (mas já estamos vendo à respeito). A castração ou esterilização evita as crias indesejadas, assim como a superpopulação de gatos. Geralmente, quando a gata fica gravidinha, podem nascer até uns 8 gatinhos, e isso pode acarretar o abandono dos bichinhos. Tem gente muito malvada que larga filhotes por aí. A castração é um processo bem simples e rápido e tem várias vantagens: qualidade e o tempo de vida do gato aumenta, podendo viver cerca de 18 anos (tenho uma que vai fazer 17!), evita complicações que podem ocorrer no cio, deixa eles mais tranquilos, diminui a necessidade de explorar, de sair de casa, marcar território, brigar.

7. Adote! 
Adotar animais é um ato muito lindo. Todos os meus são adotados, com exceção da Bolinha que é filha da Pepita (meu anjo). Existem várias ONGs de animais, e sempre tem alguém no Facebook doando gatinhos também. O site Adote um Gatinho está cheio de lindos esperando um lar. Aqui em Santos, sempre tem uma feira de adoção de gatos e cachorros no Gonzaga, perto do Mc Donald's. Vale a pena conferir! E também a AT Revista (que vem no Jornal A Tribuna) tem um seção especial para adoção.


Gatos são super companheiros! E aí? Vamos adotar?
Bjs.



Conheçam meus gatinhos ♥

Sempre amei gatinhos. Já tive 10, mas não de uma só vez. Em outros tempos, uma delas fugiu com um namorado e nunca mais voltou (e olha, era castrada, hein!). Outra faleceu recentemente, mas foi guerreira até o último segundo e ficamos com ela por 16 anos. Enfim, é uma pena que eles tenham de ir antes da gente.

Hoje tem 8 gatos em casa. Estou para fazer um post apresentando cada um deles não é de hoje e sempre adio pois preciso escolher a melhor foto de cada um para não ficar um post gigante. E você, que também tem bichinhos em casa, sabe que vivemos fazendo fotos deles, né? São pastas e pastas recheadas de fotos. Como escolher?

Como ter 8 gatos? Olha, aconselho ter uma casa, né? Moramos num sobrado confortável para nós (eu, pai e mãe) e para eles. E o quintal é a farra das minhas crianças. Eles tem bastante espaço para correr e brincar.

Então, vamos lá. Adiantando: são 6 meninas e 2 meninos. Vou fazer em ordem decrescente, por motivos de ~idosos tem prioridades~ hahahaha ♥ ♥ ♥


Essa é a Minnie. Minnie vai fazer 17 anos com a gente em setembro. Tenho ela desde os meus 8 anos. Apareceu na garagem do prédio que eu morava, embaixo de um carro e estava meio assustadinha. Devia ter uns 3 ou 4 meses. Não deu outra, subimos com ela para o apê. Já passou por alguns bocados nessa vida. Fugiu com namorado quando viemos morar na casa e acabou com barriga. Teve uma complicação séria quando esteve gravidinha e infelizmente não teve sucesso com o baby. Passou ano passado por uma cirurgia para a retirada de cálculos na bexiga. Já caiu pelo, já nasceu pelo, já emagreceu, já engordou. Olha, osso duro de roer, viu?



Falar da Bolinha não é muito fácil, porque ela é uma das filhas da Pepita, a gatinha que faleceu esse ano, que citei no começo do post. Bolinha é fruto de Pepita + algum gato siamês muito bonito que apareceu no telhado de casa há 13 anos atrás. É, Bolinha já tem 13 anos e vai fazer 14 em dezembro. Nasceu aqui em casa mesmo, tão branquinha que parecia um ratinho. Bolinha sabe por quê? Simplesmente porque parecia uma bolinha branca barrigudinha. Eu nunca soube que gato siamês nascia branco. Levamos até um susto quando ela foi crescendo e as extremidades (focinhos, orelhas, patinhas, rabinho) foram ficando escuros. E a vesguice? Sem comentários, é sua marca registrada. (Farei um post outro dia sobre gatos siamês!)



Sofia tem 8 anos (com a gente). Apareceu perto de casa bem pequenininha (por volta de 4 ou 5 meses) e meu pai acabou adotando. É super, mega, ultra carinhosa. Mas não gosta de colo. Quer dizer, quando a pegamos no colo, ela se enrosca toda e não se sabe se está curtindo ou se quer sair logo. É daqueles gatinhos que pedem carinho e se esfregam na sua perna. Sofia tem um miadinho tão bonitinho, que se eu flagrar algum dia, filmo e coloco no Instagram.



Essa é a Julia. Julia foi adotada porque quisemos mesmo. Não apareceu na porta de casa. Ela era um dos filhotes que meu sogro estava doando (eu queria mesmo era ficar com todos, né? mas não dava...). Quando a vi pequenininha, bati o olho e me apaixonei na hora. Era ela. Esperei desmamar e então trouxe para casa. Julia conversa com a gente. Eu converso muito com ela. Na língua dela, tá?! Falo gatês às vezes. Ela é escandalosa. Mia que nem doida pela escada e quando vê a gente mia também, adora miar e conversar e tagarelar com o povo. Mas ao mesmo tempo é super desconfiada, quando tem gente muito diferente em casa, ela passa rasteirinha por trás dos móveis para não ser percebida. Julia tem 7 anos e completa 8 em dezembro.



Pedro apareceu em casa bem Pedrinho. Tão pequeno que cabia na palma da mão. Sem brincadeira, acho que tinha acabado de nascer (tinha ao menos uma semana de vida). Foi deixado na garagem do vizinho da frente. Ouvi um miado fininho à noite. Meu pai abriu a porta e ele estava lá, miando, sozinho, com medo, indefeso. Resgatamos. E agora? Como lidar com um macho no meio de tanta fêmea? Virou o dono do pedaço e até faz par romântico com a Julia. Pedro fará 6 anos em novembro.



Bruno é o gatão da casa, forte, musculoso, um leão. Já tem 3 anos com a gente. Também apareceu perto de casa - aff, até parece que minha casa atrai gatos, hein? - *___* Foi meio que um reboliço né, uma casa cheia de fêmeas com um macho alfa - vulgo Pedro - dominando tudo. Quem tem gato e sempre pega outro, sabe o que acontece. Nas primeiras semanas existe um período de adaptação. Depois é só alegria. Os dois meninos são super amigos, na medida do possível. hehehe



Nina parece que nasceu grudada a minha pessoa. Tá aqui agora, do lado do computador, dormindo - é claro - mas não me larga. É só eu subir para o quarto que ela vem correndo na minha frente e espera até eu abrir a porta. A gente também conversa bastante e ela adora amassar meu edredom. Aliás, que gato não gosta? Outra que apareceu bem pequena na calçada da frente e meu pai que leva no sobrenome "Coração Mole", não resistiu e trouxe pra casa. Lembro de não estar em casa no momento, mas quando cheguei tive uma surpresa deliciosa. Uma caçulinha! Em outubro, fará 3 anos com a gente. Nina reinou absoluta por algum tempo... Foram 3 anos sem adotar um gatinho. Quando então...



Veio a Dorinha. Dora. Dora Aventureira. Vocês já conhecem a história dela. Contei aqui. Essa coisinha manchadinha estava para adoção no veterinário. De novo, o sr. Coração Mole atacou e quando cheguei do trabalho, tive uma linda surpresa: estava lá ela, sentadinha no sofá, olhando para mim, e eu olhando pra ela e me desabando a chorar de emoção, por ter novamente mais um filhotinho em casa. Dora tem uns 5 meses, mas conosco apenas 2. E a cada dia está mais esperta.


Todos eles são castrados, com exceção da Dora que ainda é muito novinha. Mas estamos providenciando tudo. Eu vivo fotografando eles. No meu Instagram tem outras fotos.

Você também tem pets? Gosta de gatos? Adotem!!! :)
Bjs.




Minha Dora Aventureira

Eu tenho uma Dora Aventureira em casa! É a caçulinha, o novo xodózinho da família. Quem me acompanha no Instagram, já conhece a Dorinha. Mas faltava um post aqui no Feufolândia especialmente para ela.

A Dora foi adotada por um misto de impulso e coração mole. Tudo começou com a Veneza. A Veneza é a cachorra da minha vó que mora aqui com a gente. Vena teve que fazer uma visitinha ao vet, e saindo de lá, meus pais foram surpreendidos por uma gatinha esperando por adoção. A veterinária disse: "Pode levar, está aqui para ser adotada". Meu pai não pensou duas vezes. "Ela tem nome?", perguntou minha mãe. "Ah, meu filho deu o nome dela de Dora Aventureira!", falou a veterinária.

Quando cheguei em casa, a Dora Aventureira estava deitadinha no sofá, ainda super tímida. Fiquei em choque, larguei tudo no chão e fiquei olhando para aquela coisinha fofa que nem sabia onde estava. Comecei a chorar de emoção, que nem uma boba. hahahahaha

No final das contas, adorei o nome. Ela tem cara de Dora Aventureira mesmo. Não tinha nome melhor!!! Para quem não sabe, a Dora Aventureira é um desenho do canal Nickelodeon. É essa menininha aqui.









Estou apaixonada...





Os gatos da Copa do Mundo 2014

Vai ter copa, tá tendo copa... Você gosta de futebol? Vou confessar que eu adoro os jogos da copa, não entendo muita coisa do jogo não, mas assistir aos jogos é muito divertido. Um outro detalhe que vale a pena ser observado são os.... gatos da Copa do Mundo 2014. Tem gente que fala que jogador de futebol é tudo feio.... nã nã não! Olha só a seleção de bofes que vou colocar aqui abaixo. Se liga!


Antoine Griezmann - França

Antonio Candreva - Italia

Asmir Begović - Bosnia

Claudio Marchisio - Italia

César Azpilicueta - Espanha

Daniele De Rossi - Italia

Federico Fernandez - Argentina

Fred - Brasil

Gerard Piqué - Espanha

Gkergki Kone - Grecia

Gonzalo Higuaín - Argentina

Graham Zusi - EUA

Haris Seferović - Suiça

Iker Casillas - Espanha

Jack Wilshere - Inglaterra

Joe Hart - Inglaterra

Julio Cesar - Brasil

Kyle Beckerman - EUA

Leonardo Bonucci - Italia

Luís Neto - Portugal

Manuel Neuer - Alemanha

Mario Balotelli - Italia

Miguel Veloso - Portugal

Mitch Langerak - Australia

Olivier Giroud - França

Orestis Spyridon Karnezis - Grecia

Raul Meirelles - Portugal

Ron Vlaar - Holanda

Vedran Ćorluka - Croácia

Wesley Sneijder - Holanda

Xabi Alonso - Espanha

Rickie Lambert - Inglaterra

Sérgio Ramos - Espanha

Eden Hazard - Bélgica

Dries Mertens - Belgica

Mathew Leckie - Austrália

Lukas Podolski - Alemanha

David Luiz - Brasil


Para saber o nome dos bonitões passe o mouse por cima das fotos.

Qual seu preferido? 


Dica do dia: dá uma olhada no tumblr Vai Ter Bofe!




Facebook

Publicidade