Tag day: 10 brinquedos preferidos da infância


Hoje o Tag day vai ser bem nostálgico... Vou contar quais foram meus 10 brinquedos preferidos da infância. =')

1. Barbie: Tive muitas bonecas Barbie, acho que eram os meus brinquedos favoritos. Devo ter brincado com elas até uns 11 anos. Depois doei tudo para uma creche. =') As que eu lembro bem são a Barbie Dentista, a Barbie que falava não sei quantas frases diferentes, Barbie ginasta que vinha com fita K7, Barbie com um vestido de princesa cheio de borboletas com imãs, e algumas outras que não achei foto no Google, mas também tinha a Susi Colegial. Ah, e claro, fora os acessórios, o banheiro, a lavanderia, cozinha, quarto, carro, moto... Que saudaaadeees!!!!

2. Patins: Ganhei meu primeiro patins com cinco anos, era um modelo parecido com esse aqui, você usava com seu próprio tênis e amarrava os cadarços do patins por cima, os breques eram na frente e também tinha uma regulagem para aumentar conforme o tamanho que calçava. Era rosa e branco. Mais tarde, ganhei um patins inline rosa e preto e usei até não servir mais e ficar bem gasto. Depois meus pais compraram um que tinha duas rodas apenas, como se fossem duas bolotas. Era parecido com esse aqui, mas cinza e preto. Esse também usei até estourar quase hauahauhah E depois de velha, voltei a andar (um pouquinho) e comprei um mais moderninho. Esse aqui.

3. Bicicleta: Bike é muito legal... Aprendi a andar como toda criança, com as rodinhas laterais. E cada vez que ia me sentindo segura, pedia pro meu pai tirar uma das rodinhas, até que sem perceber, já estava me equilibrando e não precisava mais usar as rodinhas.

4. Jogos de tabuleiro (Detetive, Banco Imobiliário e Jogo da Vida): Todos esse jogos ganhei da minha tia, e apesar de ser filha única, seeeempre brincava com meus pais e primos. Os tabuleiros já estão todos esfolados e são daqueles antigões. Já fui magnata, tive trigêmeos, já matei gente, descobri muitos mistérios e perdi todo meu dinheiro madrugadas a fio... =')

5. Tecladinho: Ganhei um tecladinho dos meus pais quando fomos até o Paraguai (tinha uns 4 anos), e apesar de não ser exatamente um brinquedo, eu via assim. Até que fiquei mais velha, me empolguei e comecei a fazer aulas de teclado. Fiz por três anos e até me apresentei para o público. Foi uma época bem legal na adolescência.

6. Tamagotchi: Claro que não poderia faltar o "bichinho virtual" nessa lista. Hoje em dia tem o tal do Pou (que até já joguei bastante), mas nada se compara ao famoso Tamagotchi dos anos 90. Devo ter tido uns três, lembro das cores: vermelho, amarelo e verde. Se eu não cuidasse bem dele, virava um diabinho, mas também poderia virar um anjinho, agora não lembro a causa mortis. hahahaha

7. Videogame portátil com 9999 jogos: Esse também era uma febre e na verdade só tinhas uns 10 jogos no máximo. Depois repetia, era meio bizarro. Nunca fui fã de videogames, mas esse portátil do camelô era muito legal. Lembra?

8. Cara Maluca: Esse era super legal. Eu geralmente tinha brinquedos que dessem para jogar sozinha. O Cara Maluca consistia em tirar uma cartinha e montar a cara que estava desenhada no suporte em um determinado tempo. Se não terminar no tempo certo, a cara vinha pra frente (num susto!) e caía tudo... Pra quem não lembra, é esse aqui.

9. 60 Segundos: Era um dos mais legais que eu tinha porque também dava susto. Você tinha um monte de pecinhas que deveriam ser encaixadas nos seus devidos lugares, se não completasse em 60 segundos, a estrutura vinha com tudo pra cima e te dava o maior susto! É esse aqui.

10. Boneca Meu Bebê: Ganhei essa dos meus pais quando fiz 5 anos. E brinquei um bocado com ela. Minha mãe guardava um montão de roupinhas minhas de quando era bebê e eu pegava para usar na boneca. É essa aqui.


~ Infância volte! ='( ~





Criança feliz com seu presente de Natal

Já havia contado aqui no Feufolândia sobre o novo skate do Paulo e que eu estava aprendendo a andar. O fato é que eu fui surpreendida com um skate só pra mim no Natal!!! Imagina a alegria da criança ao abrir o pacote e ver um skate verdinho, pequenininho e lindo!!!
Paulo acabou me dando o presente antes mesmo de chegar o Natal, porque já era para usarmos na mesma tarde, e assim, cada um com o seu skate. hahahahaha =D

Não, não faço manobras e nem outras loucurinhas, estou na fase de aprendizagem e tenho me saído muito bem, sem nenhum tombo com o novo skate (levei um tombo com o skate parado do Paulo, me equilibrei errado e caí de bunda, nada grave).

Essas fotos não são do mesmo dia da estreia do skate, mas sim de um dia de manhãzinha no Emissário, em Santos, um dos melhores lugares para se andar de skate (tem até rampa (!!!), mas dispenso), tava bem vazio, quase sem ninguém, ótimo para iniciantes como eu. hehehe


 No heliponto descansando =)


Eu também tenho um patins, sei andar relativamente bem, mas fico um pouco receosa depois de um bom tempo sem usá-lo. Andar de patins ou de skate é uma boa pedida para quem foge da academia e precisa fazer algum tipo de exercício. Divertido e saudável! =)

Você anda de patins ou de skate? 





Facebook

Publicidade